A Costureirinha na revista Manequim edição janeiro 2015

A máquina de costura me ensinou lições valiosas. A mais difícil de trazer pra vida real – e também a mais importante – é que a gente tem que trabalhar duro, caprichar ao máximo, mas ter em mente que nem sempre tudo sai como planejamos. As coisas têm um tempo próprio, só delas, de acontecerem.

Quem me acompanha de perto já percebeu que ando distante, e é por um motivo muito, muito triste. Perdi meu irmão no começo do mês de maneira trágica e em outro país. Ele tinha apenas 22 anos. E desde então a vida não tem sido mais a mesma. Tenho passado os dias com a minha família em Brasília, dando e recebendo apoio e tentando manter o fruto de todo o meu trabalho nos últimos anos: minha singela escola de costura itinerante.

Mas como a própria máquina de costura me ensinou, as coisas têm seu tempo e o luto é algo que eu nunca poderia imaginar como é de verdade. Eu não sou uma empresa com um monte de funcionários: os vídeos, os tutoriais, os textos, os e-mails e tudo que você vê por aqui são fruto do meu trabalho e da minha energia. E ela não anda muito estável.

Nos últimos 21 dias eu, minha mãe e irmã viajamos para o Canadá, sentimos -12 graus em nossos rostos com agasalhos nada apropriados para isto, enfrentamos uma burocracia e prazos absurdos para trazer o corpo do meu irmão para cá, aprendemos inglês a toque de caixa, enfrentamos níveis de stress surreais e ficamos longe de todas as pessoas que amamos. Só agora a gente conseguiu se despedir dele. E o luto leva tempo. É uma coisa maluca, que muda completamente você de dentro pra fora e faz com que cada célula do seu ser, cada respiração, cada batida do coração te diga o quanto a gente tem que viver a vida de verdade. O quanto temos que aproveitar a presença de quem queremos – e de quem nos quer – bem.

Viver uma vida sem o meu irmão é como aprender a costurar. Praticar, praticar. Acordar cada dia sabendo que ele não estará mais aqui. Fazer de cada retalho de dor um pedaço de uma manta bonita, que vai nos aquecer com as boas lembranças que temos dele. Andam nos dizendo que daqui a um tempo, se a gente tiver paciência e muita força, isto vai acontecer. E nós estamos praticando.

A Costureirinha na revista Manequim edição janeiro 2015

No meio desta loucura aconteceu uma coisa muito legal. A revista Manequim, em sua edição de janeiro/2015 publicou uma matéria de duas páginas comigo, onde ensino a fazer uma bata ainda mais fácil do que a que ensinei em vídeo lá no meu canal do YouTube. Tem também dicas de como transformá-la em um vestido que é super confortável e a cara do verão. A primeira foto deste post inclusive é super “veranesca”, tirei na praia dias antes de saber da notícia do meu irmão.

Infelizmente só consegui divulgar esta matéria linda aos 45 do segundo tempo, mas até o dia 31 você encontra a edição acima, com direito a foto minha num momento Felícia apertando o Frederico (o gato fofo e travesso que aparece nos vídeos), ao lado da belíssima Fernanda Vasconcellos bem no comecinho da revista. Tem nota sobre o projeto #roupalivre, do qual faço parte, logo no começo também. :)

Espero que gostem da matéria e costurem bastante por mim enquanto estiver ausente. É hora de praticar o luto. Mas prometo que volto com um sorriso no rosto, algum projeto bem legal de costura nas mãos e meu “maninho” no peito, onde ele vai viver a partir de agora.

Um beijo meus amores e até logo!

PS:(Se você quiser saber em primeira mão das novidades costureiras logo que eu voltar, assine a newsletter clicando aqui)

23 Comments on Tutorial de costura na revista Manequim de Janeiro (e volto já)

  1. Flávia
    9 setembro, 2015 at 18:36 (2 anos ago)

    Oi Elisa,

    Depois que conheci seu trabalho que me encantei ainda mais pela Costura, e as poucas que fiz foram baseados nos seus projetos no YouTube.

    Senti muito em ler esse post sobre seu irmão, que Deus conforte o coração da sua família, já tem alguns meses e pelos seus trabalhos fico feliz que você tenha seguido com as costurices e com seu irmão no peito para dar ainda mais energia e vida aos projetos que você faz.

    Infelizmente a vida tem dessas coisas…ao mesmo tempo tiramos força e coragem Deus sabe de onde para continuar… e é assim que desejo de todo coração que você continue essa moça feliz e alegre, assim sabemos que você o fará feliz tbem de onde estiver.

    Um grande abraço.

    Flávia Evangelista.

    Responder
  2. Cristiane Bastos
    25 julho, 2015 at 18:52 (2 anos ago)

    Ô minha Flor, só agora li sobre essa perda, não consigo imaginar alguém tão jovem e tão doce vivenciando essa dor tão amarga, q eu já experimentei tb há 14 anos…. eu sei q vc vai sobreviver e q a lembrança não vai machucar, só acalentar. A admiro pela profissional exemplar e caprichosa q é. Estarei sempre com vc aqui. Um bjo grande, e obrigada pelo carinho de dividir conosco seu talento.

    Responder
  3. Eliane Vieira Santos
    16 Abril, 2015 at 22:36 (3 anos ago)

    Olá Elisa, meus sentimentos querida.
    Que Deus conforte o seu coração e o da sua familia.
    Estou torcendo pelo seu retorno , eu também moro em Brasília e se vc for fazer algum evento por aqui mande mensagem que terei o maior prazer em conhecer você. Beijo carinhoso

    Responder
  4. Daniela Déscia
    16 Abril, 2015 at 09:31 (3 anos ago)

    Oi Elisa. Conheci seu trabalho há pouco tempo e me encantei. Com vc, com seu jeito de ser e de ensinar.
    Hoje tive dois sentimentos distintos, me alegrei com seu e-mail e me entristeci com os motivos da sua ausência.
    Chorei ao ler o seu relato. Espero que os dias amenizem sua dor. Muita força e luz pra vc e sua mãe. BjoO

    Responder
  5. Denise Costa
    15 Abril, 2015 at 19:21 (3 anos ago)

    Elisa, desejo que brevemente a dor se transforme em uma bonita saudade.
    Desde que vi seu primeiro vídeo me apaixonei pelo seu jeito de ensinar. Fiz minha primeira necessaire contigo!
    Sugiro que nos mande uma atualização mensal, informando onde você estará, quais os cursos etc…
    Assim podemos te acompanhar sempre.
    Muita, muita luz para você e todos ao seu redor.
    E muito obrigada pelos ensinamentos.

    Responder
  6. Rita de Cássia
    21 Março, 2015 at 10:54 (3 anos ago)

    Oi Elisa, vim no seu blog pra saber o motivo de sua ausencia com os vídeos. Que triste saber da sua perda. Que Deus abençoe vocês e dê forças para cada dia. Que você possa ter a esperança de reencontrar seu querido um dia, pois assim nos garante a palavra de Deus. Eu creio!” 3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
    4 E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” Apocalise 21:3 e 4. Espero seu retorno! Fique bem! Você faz falta! Mil beijinhos, Rita.

    Responder
  7. Ingrid
    10 Março, 2015 at 00:11 (3 anos ago)

    Olá Elisa!

    Conheci seu trabalho na semana passada. Fiquei encantada com sua didática. Sempre tive vontade de aprender a costurar e seus vídeos da série descomplica me deixaram bem empolgadas. No último domingo consegui fazer minha primeira peça … uma batinha que você ensinou em um dos seus vídeos.

    Muito obrigada pelo ensinamento.

    Hoje vim conhecer seu blog e me deparei com essa notícia tão triste sobre seu irmão.

    Tenho certeza que você e sua família terão força o suficiente para superar essa fase difícil. O tempo ajudará a cicatrizar as feridas dessa dor gigantesca.

    Força e fé é o que desejo para você!

    Abraço

    Responder
  8. Ligia
    26 Fevereiro, 2015 at 16:20 (3 anos ago)

    Oi Elisa! Cheguei por aqui agora, assisti alguns videos no youtube e cheguei ao blog e chorei quando li o post, meus sentimentos, pois ninguém merece essa dor, leve o tempo que precisar, pois o luto é algo muito difícil e deve ser um período de tranquilidade, fique perto de quem ama e quando voltar suas leitoras estarão aqui, inclusive eu =)

    Responder
  9. silvia bastos
    24 Fevereiro, 2015 at 09:40 (3 anos ago)

    elisa querida sinto muito amada por seu irmão já perdi um tb e sei como é duro mais deus nos dar o conforto para suportar essa ausencia a saudade será eterna que jesus conforte teu coração estou orando por ti bjs.

    Responder
  10. Ana Carolina Moraes
    21 Fevereiro, 2015 at 19:42 (3 anos ago)

    Oi Elisa! Faz pouco tempo que cheguei por aqui e amei! Já vi todos os videos e li muitos posts.
    Não tenho palavras que possam amenizar este seu momento.. apenas posso rezar para que você e sua família encontrem conforto.
    Tire o tempo necessário e quando voltar, estaremos todas aqui, esperando ansiosamente por você!

    Abraços
    Ana

    Responder
  11. tainá
    14 Fevereiro, 2015 at 23:49 (3 anos ago)

    Olá,Elisa! Fico muito triste e alegre por você, desejo melhoras e meus sentimentos. Amo seus videos e vejo-os inúmeras vezes na semana,rs. Já faz mais de mês que faço isso, você é ótima no que faz!

    Beijos!

    Responder
  12. Rose Pelisson
    10 Fevereiro, 2015 at 21:45 (3 anos ago)

    oi Elisa, sei o quanto doi pois tbm já passei por isso Deus abençõe mtmtmtmt vc e sua família, e a cada dia ele conforte seus corações com graça e paz! estou em oração por vcs e torcendo que esta carisma que só vc possui possa se renovar e nos fazer amar ainda mais o que tanto amamos fazer COSTURAR, bjsbjsbjs

    Responder
  13. Cristiane
    6 Fevereiro, 2015 at 17:50 (3 anos ago)

    Querida! Meus sentimentos! Estamos orando por vc e sua familia! Deus fechará esta ferida!

    Responder
  14. maria clara rizek
    4 Fevereiro, 2015 at 10:02 (3 anos ago)

    Ola, Elisa
    Não tenho palavras para poder te consolar em um momento como esse.Acabei de “achar”seu site/blog, e fiquei hiper/mega entusiasmada em voltar a costurar, até insisti em reenviar os e-mails….e agora entendo o motivo pelo qual não obtive resposta.Que seu momento-luto-lhe traga alento, paz e coragem, a vc e seus familiares.
    E que em um futuro próximo vc esteja abastecida com os bons momentos que teve com seu irmão e volte a fazer o que vc tanto gosta.Meus sentimentos.

    Responder
  15. Deise Araujo
    31 Janeiro, 2015 at 21:34 (3 anos ago)

    A vida sabe ser dura, muito dura, duríssima às vezes. Não consigo imaginar nehuma palavra de conforto para um momento como este que você está vivendo, sinto muito. Te conheci agora, como você disse, no meio desta loucura, através da Revista Manequim e já assisti todos os vídeos Descomplica, assinei a newsletter, o Facebook e o YT. Ou seja, me tornei fã. E é por isso que estou escrevendo este comentário, para você saber que o seu trabalho toca o coração das pessoas, nos incentiva, nos motiva e nos ensina o “super-poder” da costura. Espero um dia fazer um dos seus cursos/oficinas. Bjs.

    Responder
  16. Adriana Calixto Conti
    31 Janeiro, 2015 at 16:52 (3 anos ago)

    Olá Elisa, comecei a acompanhar o seu trabalho algumas semanas atrás e me apaixonei. Os seus videos, a sua maneira maneira de explicar é contagiante. Você tem um dom lindo.
    Os meus sentimentos para toda a sua família, que Jesus os conforte e que você tenha todo o tempo necessário para o seu luto. Nem te conheço e ja sinto saudades. Não vejo a hora de ver novos vídeos. Fique bem !

    Responder
  17. Mariana Porto
    30 Janeiro, 2015 at 23:46 (3 anos ago)

    Elisa querida, estou com o coração apertado desde que você comentou por alto o motivo da sua ida ao Canadá no instagram. Desde então, tenho esperado ansiosamente por novidades no blog ou por lá, não apenas para saborear e praticar um novo projetinho, sempre pensado com tanto carinho por você, mas principalmente porque ver um novo post significaria que você está bem. Afinal de contas, como você disse, isso tudo é muito visceral e tenho certeza de que você jamais fingiria que está tudo bem só pra cumprir uma agenda.
    Desculpe a invasão e o excesso de intimidade, mas eu me apaixonei pelo seu trabalho e pela sua sensibilidade desde a primeira vez que conheci seu blog e um dos dias mais marcantes dos últimos tempos pra mim foi quando te conheci e ouvi um pouquinho da sua história, no Vilaj, em Floripa.
    Depois daquele dia, comprei uma máquina de costura e hoje me sinto capaz de concretizar todos os meus sonhos, sejam eles feitos de pano e linhas ou não.
    Posso estar parecendo meio stalker rsrs, mas queria muito demonstrar nesse momento o quanto de carinho tenho por você, o quanto você me inspira e dizer que você tem uma luz incrível.
    Não sei se essa dor passa, não sei se vai demorar, mas espero te ver em breve por aqui, com o sorriso, o brilho nos olhos e todo o amor que você irradia.
    Um abraço com muito carinho! A gente espera você! <3 <3 <3

    Responder
  18. Tania Guerra
    30 Janeiro, 2015 at 14:49 (3 anos ago)

    Sei muito bem como é difícil este momento q vc está passando.

    Que Deus possa abençoa-la com muita força nestes dias difíceis.

    Um abraço solidário. Bj

    Responder
  19. Rosana
    30 Janeiro, 2015 at 14:02 (3 anos ago)

    Oi querida!
    meus sentimentos, passe pelo luto e tire esse tempo pra si. Precisamos desse tempo pra “acostumar”, eu sei bem!
    mas volte logo, estamos esperando tuas costurizes ansiosas!!
    beijos e sinta-se abraçada <3

    Responder
  20. Denise Dias
    30 Janeiro, 2015 at 14:02 (3 anos ago)

    Realmente.. lindo texto Elisa!!..
    Sinto mto por vc e sua familia.. q Deus conforte os corações e lhes dê forças para seguirem em frente.
    Este momento eh só seu.. volte qdo estiver forte.
    Estaremos aqui lhe esperando de braços abertos.
    Beijos.. beijos.. beijos

    Responder
  21. Carla
    30 Janeiro, 2015 at 11:40 (3 anos ago)

    Elisa, nem sei o que te dizer! Sinta-se abraçada e amada por nós que gostamos tanto de você e do seu trabalho. Um abraço enorme em sua mãe também. Sinto muito mesmo! Força!
    Grande beijo!

    Responder
  22. Ednalava Paulo
    30 Janeiro, 2015 at 08:56 (3 anos ago)

    Lindo texto. Viva seu momento. É seu direito!
    E volte linda e bem humorada, como sempre foi.
    Solidária com a sua dor.
    Te esperamos…
    Abraços e beijos fraternos!

    Responder
    • Hildenê Castro Nunes
      3 Fevereiro, 2015 at 00:44 (3 anos ago)

      Olá querida Elisa, sei o quanto essa dor é enorme, mas só o tempo irá diminuí-la. A perda foi grande, mas o amor de Deus é maior. Aceite os meus sentimentos. Fortaleça-se o quanto for necessário e volte com suas aulas e dicas maravilhosas. Beijos no coração.!!!

      Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *